APÓS PROTESTO – Caffeu recebe representantes dos professores para ouvir reivindicações

170

O prefeito em exercício Ailton Caffeu, juntamente com o superintendente municipal de Governo, Uriel Moreira, e o secretário de Governo, Chiquinho Botelho, receberam na tarde desta quinta-feira (25/11) representantes do magistério da rede municipal de ensino. A categoria reivindicou algumas pautas também apresentadas em manifesto durante a manhã.

Caffeu ouviu as reinvindicações e apresentou as medidas já tomadas pela Prefeitura. Sobre pagamento de tíquete alimentação em atraso de gestões anteriores, o prefeito comprometeu-se a pagar, propondo um acordo com o Sindserv, formas de parcelamento para o pagamento. Para os DTs e comissionados que não recebem o tíquete, Caffeu informou que já foi elaborado um projeto de lei que será encaminhado para a Câmara de Vereadores e, assim que aprovado, esses servidores também passarão a receber o benefício.

Os professores reivindicaram também reajuste salarial. Neste caso, o superintendente Uriel informou que, por força de um decreto federal que proíbe reajuste para servidores públicos em todo o país durante a pandemia, o atendimento não poderá ser feito nesse momento.

Caffeu também se comprometeu a cumprir a lei na questão da distribuição dos recursos do Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação. Se a lei permitir a cessão do abono aos professores, ele será concedido. “Nós não vamos deixar de atender a nenhum direito garantido por lei. E aquilo que o município tiver condições de fazer, nós faremos”, afirmou Caffeu.

DIÁLOGO

O encontro também foi um momento para fomentar o diálogo entre o magistério e a administração municipal.

“Nós precisamos disso. O diálogo é fundamental para que nós possamos ajudar vocês! Queremos isso! Assim podemos promover cada vez mais uma educação de qualidade, e com a devida valorização do profissional, que é muito importante”, frisou Chiquinho Botelho.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | COM INFORMAÇÕES DA SECOM-SM

COMENTE ESTA NOTÍCIA!