Bolsonaro volta a apoiar ato contra o STF e diz que ‘chegou no limite’

471

O presidente Jair Bolsonaro disse, neste domingo (3/05), ao demonstrar apoio a manifestação a favor do governo e contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e Congresso Nacional, que tem o apoio do povo e das Forças Armadas, e e que “chegou no limite”. O ato reuniu milhares de pessoas na Esplanada dos Ministérios.

“Peço a Deus que não tenhamos problema essa semana, porque chegamos no limite. Não tem mais conversa, ok? Faremos cumprir a Constituição. Ela será cumprida a qualquer preço, e ela tem dupla mão. Não é a mão de um lado só não”, afirmou, dizendo, em seguida, que irá nomear na próxima segunda-feira (4/05) o novo diretor geral da Polícia Federal (PF).

A fala do presidente remete à decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes que suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem na direção da PF.

No mesmo dia, em discurso na posse do novo ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, o presidente evocou a Constituição. No dia seguinte, chamou de “política” a decisão de Moraes e afirmou que quase houve uma “crise institucional”.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FONTE: ESTADÃO

COMENTE ESTA NOTÍCIA!