Cerca de 20 veículos são roubados ou furtados por dia no Espírito Santo

343

De janeiro a junho deste ano, foram quase 3.700 mil registros de roubos ou furtos de carros no estado, segundo os dados divulgados pelo Observatório da Segurança Pública do Espírito Santo. O número significa uma média de 20 registros deste tipo de crime, todos os dias e pouco mais de 600 no mês.

Ainda de acordo com a pesquisa do órgão, os locais que lideram esses números são as regiões de Laranjeiras, na Serra, seguido por Campo Grande, em Cariacica, Jardim Limoeiro, na Serra e Jardim Camburi, em Vitória. 

Apesar do alto índice de crimes, o delegado Romualdo Gianordoli afirma que esse número já foi maior. “Ainda é um índice muito alto, mas já houve uma redução bem significativa de quase mil veículos a menos em comparação ao mesmo período de 2018”.

Uma das alternativas que poderão ser utilizadas para combates a esse tipo de crime, é o uso de cerco eletrônico em todas as regiões. “A utilização do cerco eletrônico ajudou bastante na redução e está para ser implantado em toda Grande Vitoria. Isso será um divisor de águas no combate a esse tipo de crime. assim que roubarem o veículo, já estará no cerco, então se passar por algum lugar, sera parado”, explicou. 

INSEGURANÇA

O vendedor de veículos, João Neto, já passou por uma situação de medo por conta do roubo de um carro. No último dia 17 de junho, a mulher e a filha de três meses foram rendidas por dois suspeitos armados. “Minha esposa parou o veículo e tirou a minha bebê do carro. Ela voltou para pegar a bolsa, quando dois homens armados surgiram. Toda nossa rotina mudou depois disso, tento acompanhá-las em tudo”, contou. 

O veículo da família não foi recuperado até o momento. Em nota, a Policia Militar afirma que policiais fazem policiamento ostensivo na Grande Vitória para inibir todo tipo de crime, inclusive os desse tipo. Também reforçaram o fato de que houve um redução de 20% nesse crime. 

ORIENTAÇÕES

O delegado Romualdo Gianordoli ainda dá algumas dicas de como evitar ser vítima desses crimes. “Escolher bem o local que vai estacionar, verificar se o veiculo está bem trancado, não entregar chave de jeito nenhum aos flanelinhas, nem avisá-los o tempo que vai ficar fora do carro, além de não deixar objetos ou documentos pessoais no carro ou coisas com informações pessoais”. 

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FONTE: FOLHA VITÓRIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!