Egidio Malanquini registra candidatura à presidência da Findes: ‘Não tenho um objetivo, represento o objetivo de muitos’

791

“Hoje foi um dia histórico”. Foi assim que o industrial Egidio Malanquini, do setor cafeeiro, classificou esta quarta-feira (11/03), quando registrou sua candidatura à Presidência da Findes, às 16h. Atual vice-presidente da entidade, Malanquini tem propostas voltadas para o fortalecimento do associativismo, a interiorização da Findes, a área educacional, competitividade, inovação e valorização da indústria. A eleição está marcada para 30 de abril, das 12h às 15h. Também estará na disputa a empresária Cristhine Samorini, presidente do Sindicato das Indústrias Gráficas do Espírito Santo, que confirmou a candidatura no dia 5 de março.

Em texto publicado nas redes sociais, acompanhado de fotos do momento do registro da candidatura, Egidio destaca que muitas memórias vieram-lhe à mente ao oficializar participar na disputa pelo comando da Findes.

“Muitos momentos, decisões, ações, iniciativas com as quais lidei em todas as entidades representativas das quais participei. Olhar além do ‘eu’, do ‘meu’ para fazer crescer o nosso por meio do ‘nós’ se tornou um estilo de vida, algo que está tão incorporado no meu jeito de agir, que o próximo passo só poderia ser fazer mais por todos nós. Não tenho um objetivo, represento o objetivo de muitos. Não quero fazer ouvir a minha voz, quero que a voz de tantos que não são ouvidas passem a ser”, salientou.

TRAJETÓRIA ASSOCIATIVISTA

Egidio Malanquini afirma que não visa um cargo, acredita dar um passo na sua trajetória associativista. Ele enfatiza que a presidência da Findes não é uma meta, mas um movimento natural de quem tem o associativismo no sangue e que representou seus semelhantes em tantas outras entidades.

“Não tenho um programa de gestão. Tenho uma obra coletiva, elaborada a tantas mãos, em que minha atuação não foi criá-lo, mas sim fomentar a participação de todos aqueles que desejam uma Findes aberta, participativa, equânime. Essas vozes elegeram os cinco pilares do programa que hoje registro junto de minha candidatura: o Associativismo, a Interiorização, a Competitividade, a Valorização da Indústria Capixaba e o Fortalecimento dos Serviços do Sesi, Senai, IEL e Ideies”, salienta o industrial em mensagem nas redes sociais.

Egidio Malanquini complementa: “Registro minha candidatura sabendo que não estou só. Meu nome está ali junto de tantos outros que sonham com uma indústria forte e solidária, e estiveram comigo não somente nos 179 dias de campanha, 228 visitas às entidades empresariais, industriais, trabalhadores de indústria, presidentes de sindicatos e Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, em 12.389 km rodados, mas em toda a minha trajetória associativista. Agradeço a confiança e o apoio de tantos que até aqui me acompanharam, e que ainda trilharão muitos passos para construir essa indústria que almejamos”.

VEJA MAIS FOTOS:

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FOTOS: LÉO LEAL/CONVENTO CERVEJARIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!