ES registra 978 homicídios em 2019 e redução da morte de mulheres e de latrocínios

351

O governador Renato Casagrande apresentou um balanço com os números da área de Segurança Pública no ano de 2019. Pela primeira vez desde 1993, o Espírito Santo teve menos de mil homicídios em um ano. Ao todo, foram registradas 978 mortes no ano passado. Houve redução também da morte de mulheres e de latrocínios em 2019. Casagrande apresentou também dados sobre o sistema prisional, que ampliou o número de internos monitorados eletronicamente, e da qualificação no atendimento socioeducativo capixaba.

O governador pontuou que a violência deve ser enfrentada por todos e o Estado deu passos importantes em 2019, sendo que a meta é continuar dando mais passos em 2020. Casagrande indicou ainda a importância do trabalho para garantir a estabilidade dos sistemas prisional e socioeducativo. “Temos um desafio gigantesco, mas os números mostram que a integração trouxe resultados importantes”, disse.

Casagrande destacou ainda as ações do Governo do Estado para restringir a circulação de armas por bandidos. “Temos visto uma indução às armas e quando isso acontece, mais armas se oferta aos bandidos. Montamos uma delegacia especializada em armas e munições com o desafio de tirar esses itens das mãos dos criminosos”, apontou o governador.

O balanço da criminalidade no Espírito Santo em 2019 foi apresentado pelo governador Renato Casagrande, em reunião com a cúpula de Segurança: “Temos visto uma indução às armas e quando isso acontece, mais armas se oferta aos bandidos”.

HOMICÍDIOS

Em relação aos casos de homicídios, foi o melhor resultado atingido no Espírito Santo desde 1993, quando o Estado superou essa barreira dos mil assassinatos. Ao todo, 85 vidas foram tiradas de forma violenta no último mês de dezembro. O dado representa o segundo dezembro menos violento no Estado desde 1996. No ano passado, houve um caso a menos.

O secretário Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Sá, ressaltou a importância dos resultados conquistados pelo trabalho das forças de segurança em todo o Estado.

“Mesmo com o efetivo reduzido nas forças de segurança conseguimos alcançar um resultado histórico no ano de 2019. Sob a liderança do governador Casagrande e dentro das diretrizes do Estado Presente, com um trabalho profissional das polícias Militar, Civil e do Corpo de Bombeiros, conseguimos fechar com menos de 1 mil homicídios, o que não acontecia desde 1992. São 14 municípios sem mortes e 44 com menos de 10 homicídios. Temos que valorizar esse resultado e seguir o caminho de melhora”, disse.

No comparativo entre 2018 e 2019, 131 vidas foram poupadas no Espírito Santo. A Grande Vitória apresentou a maior redução com 522 casos registrados em 2019, o que representa 15% a menos que no ano anterior. Esse foi o menor número de homicídios na região desde 1996.

CRIMINALIDADE POR REGIÃO

Das cinco Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp), quatro fecharam o ano de 2019 com redução de mortes, sendo que, além da Metropolitana, a Serrana também ficou com o melhor número dos últimos 23 anos, com 40 homicídios registrados, 20 a menos que em 2018.

Na região Norte, a redução foi de 7% e no Sul, 10%. Somente a região Noroeste registrou acréscimo em relação a 2018, com sete casos a mais, que equivalem a 6% de aumento.

MORTE DE MULHERES

O número de mortes de mulheres no Estado apresentou redução em relação a 2018, com cinco casos a menos. Foram 94 mortes em 2018 contra 89 registradas no ano passado. O Estado também fechou o período com um caso a menos de feminicídio em relação ao ano anterior. Foram 33 casos em 2019.

Outra importante redução de criminalidade apresentada no Espírito Santo aconteceu em relação aos latrocínios, que são os assaltos que resultam em morte. O dado apresentou decréscimo de 26% no comparativo entre 2018 e 2019. Foram 25 casos registrados no ano passado contra 34 contabilizados no ano retrasado.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FONTE: ASCOM PCES

COMENTE ESTA NOTÍCIA!