Flamengo e Botafogo fazem jogo feio e rubro-negro vence por 1 x 0

59

Botafogo e Flamengo fizeram um clássico quente no Estádio Nilton Santos, nesta quinta-feira (07/11). O placar final de 1 x 0 condiz com o que foi visto dentro de campo. Foram muitas faltas, muitas discussões, um expulso do lado alvinegro e pressão rubro-negra no segundo tempo, que conseguiu ir às redes apenas aos 43 da segunda etapa, com Lincoln.

O resultado mantém o rubro-negro na liderança e a diferença de 8 pontos para o 2º colocado Palmeiras. Enquanto o Glorioso caiu três posições e é o novo integrante da zona de rebaixamento, em 17º, com 33 pontos.

O JOGO

Durante o primeiro tempo houve pouco futebol. As estatísticas explicam: foram 18 faltas, sendo 11 para o lado alvinegro e 7 para o rubro-negro. Quanto às finalizações ficou evidente o equilíbrio: 5 para cada lado, porém o Botafogo acertou mais no alvo. Foram duas contra apenas uma do Flamengo. Fora isso, nenhum dos times teve chance clara de gols, afinal, passaram 45 minutos com os jogadores brigando com a bola e consigo mesmos.

Os primeiros 12 minutos do segundo período seguiram o mesmo enredo, porém com maior domínio do Flamengo, que passou a impôr seu ritmo de jogo que está acostumado a fazer. Já com esse pique do rubro-negro, Luiz Fernando saiu do ataque e foi marcar Bruno Henrique em jogada de velocidade, fez falta e tomou o segundo cartão vermelho. O meia deixou o campo desolado.

Luiz Fernando não escondeu a decepção com a expulsão. Mas ele errou. A falta naquelas condições era certeza de segundo amarelo. Mais uma atuação pra esquecer, com direito a gol perdido no primeiro tempo. Torcida do Fogão, porém, segue apoiando.

FLA COM MAIS POSSE DE BOLA

Aos 25 minutos, o Flamengo tinha 77% de posse de bola e o Glorioso não conseguia avançar para além do meio de campo. O jogo predominou no campo ofensivo do líder do Brasileirão durante um tempo considerável. O rubro-negro somava 11 finalizações contra nenhuma do alvinegro quando o relógio marcava 30 minutos. Faltava apenas precisão para acertar no alvo e abrir o placar. O time de Alberto Valentim parecia ter um único propósito após perder um jogador: não tomar gols.

Aos 43 minutos, Éverton Ribeiro fez boa jogada para encontrar Bruno Henrique no fundo e o camisa 27 cruzou para Lincoln fazer o único gol da partida, garantindo a vitória do Flamengo.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FONTE: METRÓPOLES

COMENTE ESTA NOTÍCIA!