Petrocity rebate Presidente da Findes sobre porto de São Mateus: ‘Não é intenção, é realidade; ele presta um desserviço à sociedade capixaba’

1461

O diretor-presidente da Petrocity Portos, José Roberto Barbosa da Silva, rebateu afirmação do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (Findes), Léo de Castro, de que o Centro Portuário de São Mateus “é uma intenção”.

“‘Uma intenção’ onde já foram jogados milhões e milhões de reais, onde desde 2013, tem um grupo de técnicos trabalhando. Nós temos dentro da Petrocity o segmento de rochas ornamentais, o segmento de óleo e gás, o segmento de fabricação de veículos, uma obra dessa proporção, dessa magnitude, que a Federação das Indústrias representa. E eu vejo o Presidente da Federação [Léo de Castro] chamar um projeto desses de ‘uma intenção’?”, questionou José Roberto, demonstrando indignação.

Ele destacou que Léo de Castro sabe que a Petrocity está conversando com os governos do Espírito Santo, Minas Gerais e da Bahia. “Com o governador Zema, debatendo diuturnamente, fazendo audiências públicas nos municípios de Minas Gerais e do Norte do Estado do Espírito Santo, participando de um conjunto de reuniões. É inadmissível que alguém que presidente a Federação das Indústrias venha prestar “um desserviço à sociedade capixaba”.

José Roberto esteve em São Mateus na terça-feira (21/01) e concedeu entrevista coletiva à imprensa para detalhar o recurso a ser apresentado nesta quinta (23) ao Instituto Estadual do Meio Ambientel (Iema) que indicou o indeferimento do Estudo de Impacto Ambiental (EIA-Rima) para a implantação do porto.

Confira a entrevista do diretor-presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa da Silva, em vídeo exclusivo do CENSURA ZERO:

ENTREVISTA À CBN

A entrevista do presidente da Findes, Léo de Castro, à Rádio CBN Vitória ocorreu no dia 10 de janeiro (uma sexta-feira). Ele falava sobre a agenda conjunta que as federações das indústrias do Espírito Santo e de Minas Gerais estão construindo para alavancar o desenvolvimento econômico, buscando soluções para questões de infraestrutura dos dois estados.

A declaração polêmica sobre o porto da Petrocity ocorreu na resposta dele a uma pergunta feita por um ouvinte de São Mateus e transmitida pelo âncora Fábio Botacin. Confira abaixo, na íntegra, a fala do presidente da Findes, Léo de Castro:

“No nosso radar, num horizonte de cinco anos, a gente enxerga o avanço muito concreto do porto da Imetame, em Aracruz. Esse porto vai começar suas obras em mar no primeiro semestre de 2020, deste ano; já está fazendo as obras em terra. Então, esse é um porto que vai resolver um problema estrutural do Espírito Santo, que é o de transporte de cargas gerais. É um porto que vai ter um calado, de profundidade para receber os maiores navios do mundo hoje. Isso, certamente, vai ser muito importante para a indústria, como um todo, do Espírito Santo.

Também temos num horizonte de cinco anos, o avanço do Porto Central, em [Presidente] Kennedy; também esse projeto já tem licenciamento ambiental concretizado e começa as suas obras. O porto de São Mateus é uma intenção, é um porto que não tem o licenciamento ainda concedido. E o licenciamento ambiental é um ponto primeiro de um cronograma; então tem que vencer primeiro esse desafio do licenciamento para poder, então, ir ganhando consistência e, realmente, uma probabilidade maior de acontecer”.

Confira o trecho da entrevista do presidente da Findes, Léo de Castro, à Rádio CBN Vitória, no qual cita o Centro Portuário de São Mateus, da Petrocity:

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | PRODUÇÃO E ENTREVISTA: ANDRÉ OLIVEIRA | IMAGENS E EDIÇÃO: EDUARDO FERREIRA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!