Amadeu reitera ao PP que não disputará eleição; Cássio diz que é único pré-candidato a prefeito do partido

692
FOTO DE ARQUIVO

O Progressistas (PP) de São Mateus classifica como “especulação” a possibilidade de o ex-prefeito Amadeu Boroto disputar as Eleições Municipais 2020. O presidente municipal Cássio Caldeira afirma que é o único pré-candidato a prefeito do partido, com o aval do grupo de filiados.

“Não existe isso. Ele [Amadeu Boroto] não colocou o nome ainda no partido. Tivemos reunião ontem [12/08] e ele afirma que não é candidato!”, afirmou Cássio ao CENSURA ZERO, na noite desta quinta-feira (13/08).

A Reportagem fez contato com Cássio Caldeira depois de voltarem a circular nas redes sociais boatos de que Amadeu apresentaria sua pré-candidatura a prefeito de São Mateus na convenção do PP, a ser marcada no prazo entre 31 de agosto e 16 de setembro.

“Boatos e especulação. Seria importante você dizer no ‘CENSURA ZERO‘ que o Partido Progressistas tem oficialmente um só pré-candidato a prefeito: Cássio Caldeira. Todo o resto, até o momento, é pura especulação”, destacou o presidente do PP ao jornalista André Oliveira.

AMADEU

O CENSURA ZERO vem tentando entrevistar o ex-prefeito Amadeu Boroto há quase vinte dias. Mas o empresário não atende às ligações feitas para o telefone celular.

Nesse período, o jornalista André Oliveira tentou localizá-lo pessoalmente na matriz da Boroto Calçados, na Rua Dr. Arlindo Sodré, mas a informação da gerente da loja foi que ele não estava presente no escritório. O jornalista deixou recado, por escrito, solicitando a entrevista, explicando as dificuldades do contato por celular e pedindo o retorno.

Mas o CENSURA ZERO não recebeu nenhum feedback de Amadeu Boroto, até a publicação desta reportagem.

NOTA DA REDAÇÃO:

A Direção de Jornalismo e Conteúdo do CENSURA ZERO disponibiliza espaço para que o ex-prefeito Amadeu Boroto se manifeste e, caso queira, dê uma satisfação à Comunidade de São Mateus sobre a cogitação de seu nome para a disputa eleitoral.

Entendemos que é direito dele manter-se isolado, distante, calado e passivo nesse processo político, num tempo em que a Cidade agoniza pela má qualidade dos serviços públicos aliada aos efeitos nocivos da pandemia da covid-19, que já enlutou 49 famílias do Município.

No entanto, pela identificação feita ao nome dele por lideranças políticas e eleitores, bem como pela liderança política que ainda exerce no cenário municipal, constatamos que, mais do que um gesto de educação e cordialidade, um pronunciamento público oficial de Amadeu Boroto sobre a situação seria um ato republicano e respeitoso ao Povo Mateense, que lhe outorgou dois mandatos de Prefeito.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!