Associações negam autoria de mensagens sobre suposta paralisação na PM e Governo do ES monitora compartilhamentos

665

A origem e o compartilhamento de mensagens que indicam uma suposta paralisação de policiais militares neste mês são monitorados pelo Setor de Inteligência da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp). A afirmação é do secretário da Sesp, Roberto Sá. Desde a noite de quarta-feira (6/11), circula na redes sociais uma mensagem com frases como “vai parar”, em forma de um comunicado que anuncia o movimento no próximo dia 15 de novembro.

Na avaliação dele, o anonimato da internet para esse tipo de anúncio não contribui e deixa as pessoas apreensivas. Durante uma coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (7/11) para tratar da prisão de um homem acusado de ser dono de três fuzis apreendidos, o secretário de Estado da Segurança Pública, Roberto Sá, elogiou o trabalho desempenhado pelas Polícias Civil, Militar e pelo Corpo de Bombeiros do Estado.

“É notório e de conhecimento nosso que a categoria da segurança pública precisa ser tratada com uma distinção em razão da defasagem salarial que a gente já diagnosticou. O governador cumpriu o que havia dito em relação ao linear, é o que foi o que foi possível para esse ano. Ele falou em um vídeo outro dia, quando anunciamos o aumento de vagas no concurso, que vai, ao longo de seu mandato, colocar o salário dos nossos policiais civis, militares e bombeiros numa média nacional. E isso já está dito”, afirma.

REUNIÃO DO GOVERNO COM ENTIDADES

O secretário destacou que as Polícias Civil, Militar e que o Corpo de Bombeiros têm “feito um trabalho fantástico”. Segundo ele, as reuniões com as entidades de classe têm sido produtivas e respeitosas. Ele reforçou que há um compromisso do governo em valorizar a tropa dos agentes de segurança. Com o diálogo aberto, Roberto destaca que é possível analisar as propostas, ouvir as demandas das associações e fazer um estudo da possibilidade de reajustes.

“A gente entende que há uma angústia por parte deles em razão do tempo, e é um tempo que leva alguns anos. O governo tem uma responsabilidade fiscal, social muito grande. E este ano de 2019 era o último de um ajuste fiscal com limitações de gastos com custeio e de pessoal”, disse.

REAJUSTE SALARIAL LINEAR

A Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger) informou que a equipe de governo se reuniu com associações das carreiras da Segurança Pública, na última sexta-feira (1º/11), no gabinete da Secretaria, onde repercutiu o anúncio feito pelo governador Casagrande sobre o reajuste salarial linear a todas as categorias de servidores do Estado – ativos, aposentados e pensionistas, como medida de valorização e reconhecimento do funcionalismo.

A Seger acrescentou ainda que novos encontros serão realizados pela equipe, mantendo a política de diálogo permanente entre o governo e representantes dos servidores.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FONTE: A GAZETA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!