Caso Daniel tumultua canal do TSE e assessoria proíbe campanhas dos mateenses em chat do Youtube

312

As sucessivas manifestações massivas de cidadãos de São Mateus no canal da Justiça Eleitoral fazendo referência ao julgamento do prefeito Daniel Santana, o Daniel da Açaí (PSDB), pelo Tribunal Superior Eleitoral provocaram uma decisão drástica da assessoria do TSE: a proibição de campanhas pelo chat oficial durante a transmissão ao vivo das sessões plenárias.

“Em respeitos a todos os usuários do chat, mensagens do tipo campanha e/ou spam são removidas. Os usuários que insistirem serão denunciados a plataforma”, afirmou comunicado da Assessoria de Comunicação do TSE, durante a sessão de terça-feira (5/11).

Na quarta-feira (6/11), no arquivo da sessão ordinária de terça, e nesta quinta-feira (7/11), durante a sessão plenária, houve novas manifestações pró e a favor do prefeito Daniel, fazendo referência ao julgamento, que foram prontamente rechaçadas pela assessoria do TSE: “O caso em questão não está em julgamento hoje e enviar a mesma frase 4 ou 5 vezes se caracteriza spam”.

RETOMADA DO JULGAMENTO AGUARDA DATA

O julgamento do recurso especial eleitoral impetrado pelo prefeito de São Mateus, Daniel da Açaí, foi iniciado no dia 8 de outubro, recebendo voto pelo não provimento da ministra-relatora Rosa Weber, presidente do TSE. No entanto, o segundo a votar, ministro Edson Fachin, pediu vista do processo, e o julgamento foi suspenso.

Fachin devolveu o processo no dia 14 de outubro e, desde então, aguarda para voltar à pauta de julgamento na Assessoria de Plenário (Asplen) da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral.

VEJA REPRODUÇÕES DO CANAL DA JUSTIÇA ELEITORAL NO YOUTUBE COM A DECISÃO DA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DE PROIBIR CAMPANHAS NO CHAT DAS SESSÕES PLENÁRIAS DO TSE:

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!