CURRÍCULO CONTESTADO – Carlos Alberto Decotelli pede demissão do Ministério da Educação, antes mesmo de tomar posse

159

O professor Carlos Alberto Decotelli nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como o novo ministro da Educação pediu demissão do cargo nesta terça-feira (30/06), segundo o jornal Folha de S.Paulo. O anúncio foi feito antes mesmo dele assumir oficialmente o Ministério da Educação (MEC). A posse estava marcada para as 16h de hoje, em Brasília.

A passagem de Decotelli pela pasta foi marcada por polêmicas quanto a veracidade das informações acadêmicas apresentadas por ele em seu currículo. O substituto de Abraham Weintraub afirmou ser pós-doutor por uma universidade na Alemanha. A instituição negou.

O doutorado, realizado na Argentina, também foi contestado pela universidade. O mestrado de Decotelli também foi alvo de críticas, por causa do suposto plágio em sua dissertação.

De acordo com reportagem do jornal Estado de S. Paulo, o grupo militar que indicou o ex-professor está constrangido porque foi surpreendido pelos problemas acadêmicos.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | CRÉDITO: AGÊNCIA BRASIL

COMENTE ESTA NOTÍCIA!