“Dentro de mim, não tinha um sentido de vida”, afirma advogado vítima de fake news

ORGULHO FEZ COM QUE ADVOGADO AROLDO RODRIGUES RECUSASSE AJUDA. SAIBA COMO ISSO MUDOU

213

Mesmo sendo um advogado, Aroldo Rodrigues compartilhava notícias falsas a respeito da Universal e do seu fundador, o Bispo Edir Macedo.

Àquela altura, ele considerava tais notícias como verdadeiras. Porém, hoje ele tem consciência de que cometia um crime, pois, ainda que no Brasil não haja uma legislação específica sobre publicar e compartilhar notícias falsas, isso não impede que quem publique ou simplesmente divulgue tais conteúdos – como era o caso de Aroldo – seja responsabilizado.

“Cada notícia que saía, eu nem procurava ou tentava ouvir o outro lado”, conta. Aquilo já era o suficiente para alimentar dentro dele, dia após dia, o ódio contra a igreja. E como reação, ele espalhava aquelas fake news (notícias falsas).

No entanto, enquanto ele as espalhava, escondia a verdade da própria vida.

VIDA SEM SENTIDO

“Dentro de mim, não tinha sentido de vida”, relembra o advogado que, para tentar amenizar aquela situação dentro dele, buscava uma vida paralela em bares.

Esquecia-se, completamente, que era um homem casado, e vivia como um solteiro inconsequente, bebendo e gastando o que tinha de maneira irresponsável.

Consequentemente, vivia frustrado. “Eu fazia planos, mas eu nunca conseguia absolutamente nada; eu não saía do lugar”, recorda.

No mesmo período, seus pais e a sua irmã começaram a frequentar a Universal. Aroldo, por sua vez, questionava o pai, por que ele sendo tão inteligente ia naquele lugar.

Um dia, porém, sem que ninguém esperasse, Aroldo decidiu ir até a Universal.

Assista ao vídeo abaixo e saiba o que aconteceu com ele depois desse dia:

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FONTE: UNIVERSAL.ORG

COMENTE ESTA NOTÍCIA!