DENÚNCIAS GRAVES – Daniel faz acusações em debate e ex-aliado alerta polícia sobre ‘suborno de 1 milhão de reais’ envolvendo Diltão, Viação São Gabriel e funcionários da Prefeitura de São Mateus

4416

Uma acusação contra um ex-aliado feita pelo prefeito e candidato à reeleição Daniel Santana (PSDB), no debate da Rede SIM, realizado na noite desta quarta-feira (11/11), na Câmara de São Mateus, resultou numa série de denúncias graves publicadas como “direito de resposta” em nota nas redes sociais e em grupos de WhatsApp. As denúncias de Willians Santos da Silva, conhecido como Willians Becker, com citação de “suborno de 1 milhão de reais”, envolvem o prefeito Daniel, o porta-voz informal dele, Diltão, o PSDB, a Viação São Gabriel e funcionários de cargos de confiança da Prefeitura de São Mateus.

“Quero fazer deste espaço um direito de resposta após ter sido citado pelo Prefeito Daniel da Açaí no último debate eleitoral do município de São Mateus. Prefeito Daniel, meu nome está sim na prestação de contas do candidato a Prefeito Dr Mauro Peruchi; está pelo serviço prestado com muita honestidade e transparência. Ao contrário de quando eu trabalhava para o senhor, Prefeito, que me pagava através de propinas de empresas prestadoras de serviços do município”, postou Willians Becker, destacando: “Eu, graças a Deus, abandonei esta vida, vivo do suor do meu trabalho”.

Ele consta na Prestação de Contas do Candidato a Prefeito da Rede Sustentabilidade, Dr. Mauro Peruchi, como prestador de serviços contratado por R$ 11 mil. Foi a este fato a que o candidato à reeleição Daniel referiu-se no debate eleitoral, quando debatia com o candidato adversário.

Em nota publicada originalmente no grupo de WhatsApp DELAÇÃO PREMIADA e, depois, compartilhada em outros grupos do aplicativo de conversa e nas redes sociais, Becker dirige-se a Daniel Santana, afirmando que quando o prefeito citar novamente seu nome ou de outra pessoa, deve procurar um espelho.

“Você não é digno de falar mal de ninguém. Quando pensar em citar meu nome, lembre-se que fui eu um dos que trabalhei arduamente para limpar sua imagem junto ao povo mateense, pois você era taxado de traficante e mafioso. Com contatos, conseguir lhe entregar o PSDB nas suas mãos, para que você pudesse disputar as eleições, pois nenhum Presidente de Partido do Estado queria receber você no partido, pois sua fama era difícil”, afirma o ex-aliado do prefeito.

DENÚNCIAS GRAVES

Falando em “conscientizar a população mateense” e resgatar a Cidade de São Mateus “das mãos de um péssimo gestor”, Willians Becker faz denúncias graves, passíveis de apuração pelas autoridades competentes.

“Você, Daniel, colocou dentro da Prefeitura uma organização criminosa que está saqueando nosso município. Vou ainda mais longe: se a polícia ainda não descobriu, é só ficar de tocaia em João da Antártica [servidor público comissionado] responsável de fazer o recolhimento de todas as propinas da Prefeitura. Se a polícia ainda não descobriu, é só vasculhar a vida do filho de Chico, Berg [servidor público comissionado], que, em menos de 4 anos conseguiu pagar uma divida de mais de R$ 300.000,00 e ainda comprou uma Amarock recebendo R$ 2.000,00 reais mensais, de acordo com o Portal de Transparência”, denuncia Willians Becker na nota pública.

O ex-aliado do Chefe do Executivo de São Mateus vai além, fazendo outra denúncia grave: “Prefeito Daniel, por que você não conta para o povo mateense que João da Antartica foi buscar 1 milhão de reais de suborno para que Diltão [Dilton Pinha, porta-voz informal do prefeito] retirasse o processo do Tribunal de Contas no qual acabaria com a concessão da [Viação] São Gabriel [concessionária do serviço de transporte público]. Conta para o povo mateense o esquema de propinas que existe dentro da Prefeitura, das bandas!”.

VEJA A ÍNTEGRA DA NOTA PÚBLICA:

O OUTRO LADO

O CENSURA ZERO disponibiliza espaço para que os citados na nota pública de Willians Becker possam se manifestar, caso queiram, com seus posicionamentos sobre o assunto tratado nesta reportagem.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!