Deputado Majeski apresenta emendas no valor de R$ 14 milhões para a educação pública

299

O Plano Plurianual 2020-2023 foi aprovado nesta segunda-feira (16/12), na Assembleia Legislativa, com um importante reforço orçamentário para investimentos na Educação. Emendas de autoria do deputado estadual Sergio Majeski (PSB) direcionaram R$ 14 milhões para financiar a participação de alunos da rede estadual em competições educacionais e esportivas (nacionais e internacionais) e para ações que garantam a permanência dos estudantes de baixa renda do Programa Nossa Bolsa.

“Esse recurso vai contribuir para solucionar dois importantes gargalos identificados nos últimos tempos. Constantemente observamos a ansiedade de alunos que se classificam para competições e não possuem recursos para financiar as viagens e dos alunos que são beneficiários do Nossa Bolsa, mas não têm condições mínimas para se manter cursando uma graduação. O remanejamento desses recursos vai dar um pouco de tranquilidade para quem estuda e para as famílias”, comemora o deputado Majeski.

Pela proposta de Majeski, os R$ 14 milhões já têm destino definido. Pelos próximos quatro anos serão R$ 4 milhões para custear as despesas dos alunos em eventos como feiras e olimpíadas de matemática, física e robótica, por exemplo, e em jogos esportivos.

Agora, em 2019, foi comum alunos da rede estadual, em diversos municípios, organizarem ‘vaquinhas’, rifas e outras maneiras para arrecadar recursos para custear viagens para outros estados ou países.

NOSSA BOLSA E BOLSA-DEDICAÇÃO

Já a parcela maior, R$10 milhões, servirá para apoiar a permanência dos alunos do Nossa Bolsa durante os cursos de formação. Uma das modalidades poderá ser a retomada do pagamento da Bolsa-Dedicação aos estudantes contemplados na modalidade integral do programa, que tem como objetivo promover a inclusão e o desenvolvimento social e educacional.

Quando estava em vigência, o aluno recebia o valor de R$ 300, pago trimestralmente, como auxílio na aquisição de materiais de estudo e para amenizar outras despesas relacionadas à formação acadêmica até a conclusão de sua graduação.

O último edital da Bolsa-Dedicação foi em 2013 e, na oportunidade, o Governo do Estado investiu R$ 648 mil para ofertar o auxílio a 120 estudantes matriculados regularmente nos cursos de Engenharias, Ciência da Computação, Medicina, Odontologia, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | COM INFORMAÇÕES DA ASCOM PARLAMENTAR

COMENTE ESTA NOTÍCIA!