DIA MUNDIAL DA LIBERDADE DE IMPRENSA – Barroso defende imprensa logo após jornalistas serem agredidos em protesto

-

O ministro do supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso usou o Twitter para defender a liberdade de imprensa. Neste domingo (3/5) é celebrado o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

A publicação veio logo após o jornal Estado de S. Paulo denunciar agressões a jornalistas na manifestação que ocorre na Esplanada dos Ministérios em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, e contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e Congresso Nacional.

De acordo com o jornal, os profissionais foram agredidos com chutes, murros e empurrões por apoiadores do Presidente da República.

No texto, o ministro Barroso defendeu que, mais do que nunca, é preciso de informações confiáveis. “Dia da liberdade de imprensa. Mais que nunca precisamos de jornalismo profissional de qualidade, com informações devidamente checadas, em busca da verdade possível, ainda que plural. Assim se combate o ódio, a mentira e a intolerância”, escreveu.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

spot_imgspot_img
spot_img

OUTROS DESTAQUES:

Open chat
Olá, seja bem-vindo(a) ao portal CENSURA ZERO!
-Faça seu cadastro para receber Boletins Informativos em Transmissão pelo WhatsApp e autorizar o envio de notícias!
-É simples, rápido e seguro, nos termos da nossa Política de Privacidade, disponível no site.
-Deixe seu NOME COMPLETO e a CIDADE onde mora!
Obrigado e volte sempre!