EDITORIAL – Informação de qualidade, liberdade de expressão com responsabilidade e combate a fake news

372

É inegável o crescimento e a importância do Jornalismo Online, ou Ciberjornalismo, no Espírito Santo, seguindo a tendência mundial, já absorvida em maior escala em outros estados do Brasil.  Já faz algum tempo, o Leitor vem trocando o hábito de comparecer cedinho às bancas de jornais e revistas para pagar por um exemplar ou mesmo, sendo assinante, limitar-se ao conteúdo do impresso que receba comodamente em casa ou no trabalho.

As informações digitais estão ao alcance em qualquer lugar ou situação, na palma da mão, no celular. Aliás, este dispositivo domina o volume de acessos a portais, sites e blogs, impulsionado pela grande aceitação e popularidade das redes sociais. Quem despreza essa realidade, sem dúvida, fica para trás!

Mas é nesse contexto que surgem os desafios da era digital! Como selecionar informações relevantes numa enxurrada de posts e links que nos chegam no dia a dia? O que é preciso para conscientizar internautas cada vez mais ávidos por novidades sobre os perigos camuflados de ‘bons conteúdos’? Como identificar a notícia correta e segura diante do crescimento da propagação de fake news –em muitos casos, até já institucionalizada no poder público?

É nesse cenário que chega o portal CENSURA ZERO! Com uma visão diferenciada dos consumidores de informação online e do mercado publicitário (cada vez mais voltado para o público digital). O desafio diário é entender as particularidades do fornecimento e do consumo de informação na internet e nas redes sociais, compreendendo os diferentes públicos e moldando a eles a apresentação de conteúdo.

Há espaço para notas, notícias, reportagens simples e especiais. Podem ter destaque os conteúdos em fotos, ilustrações, áudios, vídeos… Os hábitos mudaram com a internet (e as redes sociais), provocando a adaptação e a criação de novos modelos nos outros meios de comunicação. O rádio ganhou imagens; a TV adotou o imediatismo com mais links ao vivo; o jornal impresso, que já ganhara edição digital, migra para o online; e também nessa plataforma, as revistas remodelaram seu conteúdo editorial. As fanpages são veículos de comunicação e um post no Instagram pode custar mais caro do que uma inserção na abertura do JN!

Por isso, há espaço para o CENSURA ZERO, com sua linha editorial e de conteúdo. Eclética e organizada; múltipla e coerente; liberal com princípios (morais, éticos e cristãos). Nosso foco é o tripé informação de qualidade, liberdade de expressão com responsabilidade e combate a fake news. Mais do que uma contribuição social é o exercício de cidadania abraçado por seus Diretores e a Equipe de Colaboradores, na prática permanente da essência da Comunicação Social!

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO!        

COMENTE ESTA NOTÍCIA!