Eleições 2020: 2,8 milhões vão às urnas nos 78 municípios do ES

71

Neste domingo, dia 15 de novembro, são esperados 2.810.132 moradores do Espírito Santo nos colégios eleitorais para escolher os prefeitos e vereadores dos 78 municípios capixabas. E um dos desafios do pleito neste ano, em plena pandemia da covid-19, é garantir que o eleitor compareça à urna para depositar seu voto. Na última eleição, em 2018, 20% dos eleitores deixaram de votar.

Para garantir a segurança na votação contra o contágio da covid-19, a Justiça Eleitoral tomou várias medidas, como apresentação à distância do documento ao mesário e horário especial a partir das 7h para pessoas maiores de 60 anos votarem (confira como será abaixo). Mesmo com 57% dos eleitores cadastrados na biometria no Espírito Santo, a identificação pela digital não será utilizada neste ano, devido à pandemia da covid-19, pois a higienização constante com álcool pode danificar os aparelhos.

Nas eleições municipais deste ano, das 12.673 candidaturas no Espírito Santo, 12.041 estão aptos a ganhar o voto dos eleitores, sendo que 493 tentam a reeleição. Outros 532 foram considerados inaptos a participar do pleito. No total são 378 candidatos a prefeito, 389 candidatos a vice-prefeito e 11.806 candidatos a vereador. Dos candidatos cassados, 51 foram barrados pela Lei da Ficha Limpa.

O PSB é o partido com o maior número de candidatos, 1.052 (8,37%); seguido pelo Republicadnos, com 920 (7,32%); PP, com 802 (6,38%); PSDB, com 784 (6,24%) e PDT, com 693 (5,51%) candidatos.

Número de mesários caiu

O número de mesários que atua nas eleições no Espírito Santo caiu 18% em relação ao pleito de 2016.

Segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES), em 2016 eram 34664 pessoas trabalhando nas eleições e neste foram foram convocados 28.352, sendo que 17.673 são voluntários e outros 10.679 são não voluntários. E a maioria das pessoas que atua como mesário (70%), é do sexo feminino.

Confira abaixo como será quando o eleitor chegar à seção eleitoral

1. Ao chegar à seção eleitoral, o eleitor deve se posicionar na frente da mesa do mesário, respeitando o distanciamento de um 1 metro (conforme macação da fita).

2. Para evitar contato com o mesário, o eleitor deverá exibir o seu documento oficial com foto, erguendo o braço em direto ao mesário;

3. O mesário vai localizar o nome do eleitor no caderno de votação e ler em voz alta o número do título do eleitor para que o presidente digite esse dado no terminal do mesário. O presidente lerá em voz alta o nome do eleitor que aparece no terminal do mesário e o eleitor deverá confirmar que é ele;

4. O eleitor deverá guardar o seu documento de identificação e higienizar as mãos com álcool em gel;

5. O eleitor deverá assinar o caderno de votação (de preferência, com a sua própria caneta).

6. Se precisar do comprovante de votação, o eleitor deverá solicitá-lo ao mesário antes de se dirigir à cabine de votação;

7. Quando a urna for habilitada, o eleitor deverá se dirigir à cabine de votação e digitar o número dos candidatos

8. Após votar, o eleitor deverá higienizar as mãos com álcool em gel novamente e se retirar da seção eleitoral.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!