Humorista Evandro Santo, ex-Pânico, diz ter sido agredido após show: ‘Homofobia e covardia’

817

O humorista Evandro Santo relatou ter sido agredido na noite desta sexta-feira (18/10), na cidade de Marília, em São Paulo.

Em foto publicada nas redes sociais, o ex-integrante do programa ‘Pânico’, da Band, aparece com a boca e o nariz machucados. Na descrição, ele afirma que levou um soco de um rapaz chamado Pedro no banheiro do clube Água Doce, local em que se apresentou.

“Não é uma foto bonita e nem legal. Esta foto mostra o quanto devemos ter cuidado com pessoas com aparência ‘normal’, porque o ódio e a homofobia não têm cara”, escreveu o artista.

Na publicação, Evandro conta que, durante a apresentação, convidou pessoas para subir ao palco e participar de um quadro em que os participantes ganharam um selinho dele.

“Quando pedi um rapaz solteiro, na hora um rapaz chamado Pedro se prontificou a subir [no palco] para fazer o Tinder com outra moça, que sempre pode acabar em um ‘beijo’ ou ‘selinho’. Ele super aceitou bem, fez o Tinder, ganhou um selinho meu, deu risada, assim como a moça ganhou um [selinho] meu e deu risada. Saiu do palco de boa”, descreve o humorista.

AGRESSÃO AO SAIR DO BANHEIRO

Depois disso, Evandro afirma que pediu dez minutos de pausa e foi ao banheiro. Ao sair do cômodo, diz que foi surpreendido pela chegada de Pedro, “o mesmo que participou por vontade própria [do show]”. O artista relata que o rapaz deu um soco na boca dele e que não reagiu. “Tanto a boca quanto o nariz sangraram”.

A assessoria de Evandro Santo informou que ele teve ferimentos no nariz e na boca e recebeu os primeiros socorros no local da agressão. O artista teria ido até a Delegacia de Marília para fazer um boletim de ocorrência, mas foi informado de que teria que esperar quatro horas.

Ainda segundo a assessoria, como o ator tinha compromissos em São Paulo, decidiu não aguardar. Ele vai registrar o BO na capital e processar o agressor por homofobia e danos morais.

INFORMAÇÕES DO AGRESSOR

Em uma segunda foto publicada na rede social, Evandro disse que conseguiu algumas informações a respeito do rapaz que o agrediu.

“Fiquei sabendo agora que ele acabou de sair de uma clínica de reabilitação. Isto não é desculpa. Conheço um monte de dependentes ou ex-dependentes que não agridem ninguém. Cabia, então, a alguém da família cuidar do moço, não deixar ele subir no palco ou participar devido a sua suposta saúde mental. Alguém vai responder sobre este crime real”, afirmou.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FONTE: SITE SRZD

COMENTE ESTA NOTÍCIA!