Por Adriana Barbosa*

Hoje quero comentar sobre a negatividade no ambiente profissional.

Não é raro encontrarmos nas organizações pessoas mal-humoradas e, muitas vezes, negativas em suas falas e ações.

O desafio é grande para lidarmos com essas pessoas. É importante lembrar que os resultados tanto dos processos como da própria equipe vão depender de como é tratada esta situação dentro da organização.

O primeiro passo é a comunicação. Saber ouvir é primordial. Não prepare a sua resposta enquanto está ouvindo. Ouça verdadeiramente. Procure ser justo! Entenda o contexto! Cuide do relacionamento entre os colaboradores!

A negatividade de um membro da equipe pode trazer muitas consequências para o ambiente profissional, tais como a fofoca, a desmotivação e chegar até a discussões calorosas.

Além disso, pode afetar o desempenho e a produtividade de alguns colaboradores.

É interessante que a liderança esteja preparada para lidar com estas questões, lembrando sempre que pessoas não são máquinas e cada uma traz para o seu dia a dia os seus sentimentos e os acontecimentos que geraram ou estão gerando insatisfações. É necessária uma conversa mais efetiva para entender a real situação.

O momento atual pede que o gestor, o líder e a equipe busquem a liderança participativa, permitindo que todos façam parte do processo e se envolvam. É buscar crescimento juntos. E com isto será desenvolvido um nível de maturidade que vai ajudar na busca de soluções para a “negatividade instalada” e, até mesmo, criar uma nova cultura que vai transformar este processo da maneira mais natural possível. E neste sentido, fica a frase: a união faz a força!

Por vezes, quando reflito sobre as tremendas consequências que resultam das pequenas coisas… fico tentado a pensar… que não há pequenas coisas (Bruce Barton).

*Adriana Barbosa é Coach e Palestrante Motivacional, Diretora da Ame Coaching. Contatos: (27) 99634-7610

COMENTE ESTA NOTÍCIA!