João Vanes mobiliza Jaguaré para protesto contra Eco 101 e ANTT: ‘não’ ao fechamento do trevo do Palmito

VEREADOR AFIRMA QUE MEDIDA INVIABILIZA INSTALAÇÃO DA EMPRESA EXCIM NA LOCALIDADE, APESAR DE TEREM SIDO ATENDIDAS EXIGÊNCIAS DA CONCESSIONÁRIA DA BR-101 E DA AGÊNCIA REGULADORA PARA REFORÇO DA SEGURANÇA DE TRÁFEGO: “ESTAMOS LUTANDO POR EMPREGOS. QUEREM OBRIGAR CARRETAS A SE DESLOCAREM MAIS 22 QUILÔMETROS, PARA FAZER O RETORNO NO PERÍMETRO URBANO DE SÃO MATEUS”

578
DIVULGAÇÃO - O vereador João Vanes afirma que a concessionária Eco 101 e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) decidiram por uma intervenção que resultará no fechamento do trevo da localidade de Palmito, em Jaguaré: "Prejudica a comunidade e, praticamente, impede a instalação da empresa Excim no Município”.

O vereador João Vanes, com apoio de outros parlamentares, está mobilizando a sociedade civil organizada de Jaguaré em protesto contra a concessionária Eco 101 e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que decidiram por intervenção que resultará no fechamento do trevo da localidade de Palmito, “que prejudica a comunidade e, praticamente, impede a instalação da empresa Excim no Município”.

“A população de Jaguaré clama por geração de empregos. A Excim está há muito tempo pronta para vir para Jaguaré. A Eco 101 está dificultando este processo”, afirma João Vanes, ex-presidente da Câmara de Jaguaré e atual presidente da Comissão de Justiça do Legislativo Municipal.

O vereador João Vanes está convocando a comunidade jaguarense para uma “manifestação pacífica” contra a Eco 101 e a ANTT.

O parlamentar destaca que já fez ofícios à Eco 101 buscando explicações sobre a obra proposta. Segundo ele, a intervenção impedirá que veículos passem de uma pista lateral à outra da BR-101, no atual trevo do Palmito, obrigando caminhões maiores e carretas que vierem no sentido Vitória-Salvador a percorrerem mais 22 quilômetros para fazer o retorno no perímetro urbano de São Mateus.

“Essa situação, praticamente, inviabiliza a instalação da empresa Excim, que tem um terreno preparado para as obras no Palmito e está em fase de licenciamento. E estamos lutando para ela se instalar no Município para gerar emprego e renda para Jaguaré. Já foram feitas exigências quanto à segurança do tráfego no local e todas foram atendidas”, destaca João Vanes.

Ele reforça que já esteve em Brasília tratando deste assunto, levando a reivindicação da comunidade para evitar prejuízos sociais: “Busquei o apoio da deputada federal Soraya Manato e do então assessor especial do Ministério da Casa Civil, Carlos Manato, e eles estão nos ajudando. Mas, até o momento, a Eco 101 e a ANTT se mostram insensíveis ao clamor da população de Jaguaré”.

‘MANIFESTAÇÃO PACÍFICA’

João Vanes afirma que, mesmo diante do atendimento às exigências, a Eco 101 alega que a intervenção é necessária por medida de segurança. “Estive no local junto com a comunidade. O trecho da rodovia é seguro, tem visibilidade; isso pode ser comprovado por especialistas. Não sei qual é a justificativa. Linhares e Sooretama têm trechos da BR-101 na mesma situação e lá eles não veem nenhum impedimento”, salienta.

O vereador está usando sua popularidade nas redes sociais para mobilizar a comunidade de Jaguaré contra a decisão da Eco 101 e da ANTT: “Precisamos nos mobilizar para uma manifestação pacífica. Não aceitamos o fechamento do trevo de Palmito, que já é consolidado, nem mesmo a exigência para as carretas contornarem em São Mateus. É uma falta de respeito!”. A data da manifestação ainda será definida.

Lideranças políticas e comunitárias lutam já há algum tempo para a instalação da empresa Excim na localidade de Palmito, em Jaguaré: “geração de empregos e renda para o Município”.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REPORTAGEM: ANDRÉ OLIVEIRA

FOTOS: DIVULGAÇÃO

COMENTE ESTA NOTÍCIA!