Lava Jato investiga repasses de companhia de telefonia para empresa do filho de Lula

310

A Polícia Federal foi às ruas em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Brasília na quarta-feira (11/12).

A investigação é sobre o repasse de R$ 132 milhões do grupo Oi/Telemar ao grupo Gamecorp/Gol, que tem como sócio Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidiário Lula, os empresários Fernando e Kalil Bittar e Jonas Suassuna.

Segundo as investigações, parte do dinheiro repassado pela operadora de telefonia serviu para a compra do sítio de Atibaia-SP.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | PRODUÇÃO: ANDRÉ OLIVEIRA | REPORTAGEM: CANAL JORNAL DA RECORD

COMENTE ESTA NOTÍCIA!