No Sul do ES, mulher morre após receber falsa ameaça de atentado na escola do filho

452
A ameaça, feita em redes sociais, indicava um suposto atentado à Escola Estadual Coronel Gomes de Oliveira, em Anchieta.

Ana Lúcia Cardoso da Silva, de 47 anos, sofreu um infarto e morreu, na manhã da última terça-feira (2/07), após saber de uma suposta ameaça de ataque na escola em que um de seus filhos estuda. A ameaça, feita em redes sociais, indicava um suposto atentado à Escola Estadual Coronel Gomes de Oliveira, em Anchieta.

A mensagem que contém a ameaça do atentado diz que “se você ler e ignorar, irá morrer. Se fizer o nosso combinado, irá sobreviver. Mas é o seguinte, se houver aula vai morrer gente e se houver e você não for, iremos te caçar e já sabe… nosso objetivo é destruir o prédio, mas se forem alunos, irá ter sangue”.

Texto enviado à vítima

INFARTO FULMINANTE

De acordo com uma tia da vítima, Ana Lúcia infartou quando foi contar a uma vizinha sobre a suposta ameaça. O infarto foi fulminante e a dona de casa morreu na hora. Por meio de nota, a direção da escola informou que o dia letivo foi cumprido normalmente na última terça-feira (2). A ameaça está sendo monitorada pela Patrulha Escolar e as devidas providências já foram tomadas.

A Polícia Civil informou que está investigando a origem da mensagem. A família da vítima disse que o enterro de Ana Lúcia acontece na manhã desta quarta-feira (3), no interior de Anchieta.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | FONTE: FOLHA VITÓRIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!