Open chat
Olá, seja bem-vindo(a) ao portal CENSURA ZERO!
-Faça seu cadastro para receber Boletins Informativos em Transmissão pelo WhatsApp e autorizar o envio de notícias!
-É simples, rápido e seguro, nos termos da nossa Política de Privacidade, disponível no site.
-Deixe seu NOME COMPLETO e a CIDADE onde mora!
Obrigado e volte sempre!

Mulher procura médico suspeitando de pedras nos rins e dá à luz trigêmeos em hospital

Uma mãe foi parar no hospital após sentir fortes dores nas costas e acreditar ter desenvolvido pedras nos rins. Ao chegar no centro clínico, porém, Dannette Glitz, de Sturgis (EUA), deu à luz trigêmeos.

De acordo com a coluna o portal R7, a americana não imaginava que estava grávida. Ela foi informada, porém, de que a gestação havia completado 34 semanas.

Reprodução
Dannette Glitz deu à luz trigêmeos no hospital.

Dannette contou que até então não havia tido nenhum sintoma de gravidez.

“Até que comecei a sentir dor nas costas, parecia pedra nos rins. A dor continuou ao longo do dia e foi piorando, ao ponto de eu não conseguir sair da ama, doía até para respirar”, declarou.

REVELAÇÃO CHOCANTE

A atual mamãe acreditou que precisaria de uma cirurgia para retirar as supostas pedras, mas médicos e a própria paciente se chocaram com a revelação da gestação. “Você não vê uma gravidez natural de trigêmeos todo dia e ainda mais de alguém que está com 34 semanas e não sabia”, disse.

“Eu e meu marido ainda estamos em choque! Acredite! Eu fui para o hospital achando que precisaria de cirurgia para remover pedras nos rins e acabei precisando de uma cesárea para ter trigêmeos!”, concluiu Dannette.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!

Open chat
Olá, seja bem-vindo(a) ao portal CENSURA ZERO!
-Faça seu cadastro para receber Boletins Informativos em Transmissão pelo WhatsApp e autorizar o envio de notícias!
-É simples, rápido e seguro, nos termos da nossa Política de Privacidade, disponível no site.
-Deixe seu NOME COMPLETO e a CIDADE onde mora!
Obrigado e volte sempre!