OPERAÇÃO SENTINELA – Polícias Militar e Civil prendem criminosos e recolhem armas e munições em São Mateus

1234

A fase final da Operação Sentinela – uma força-tarefa montada para o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão em todo o Espírito Santo – resultou em importantes prisões e apreensões no município de São Mateus, no norte capixaba.

As ações tiveram início na quarta-feira (24/06) e finalizaram nesta terça-feira (30/06), totalizando o cumprimento de 21 mandados de prisão e cinco mandados de busca e apreensão, com o objetivo de identificar e prender indivíduos ligados ao tráfico de drogas, homicídios e crimes contra o patrimônio. Ao todo, foram empregados 80 policiais militares e civis de diversas unidades das duas instituições.

Os resultados foram divulgados durante uma coletiva de imprensa com a presença do secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, coronel Alexandre Ramalho, do comandante de Polícia Ostensiva Norte (CPON) da PMES, coronel Marcelo Assis, do subcomandante do CPON, tenente-coronel Werison Risperi, do comandante do 13º Batalhão, tenente-coronel Mateus Garcia Pereira, além do superintendente de Polícia Regional Norte da PCES, delegado Ícaro Ruginski e do delegado chefe da 18ª DP, Leonardo Malacarne.

Foram apreendidas sete armas de fogo, sendo três revólveres calibre 38, uma pistola 380, uma carabina calibre 22, uma submetralhadora, um revólver de fabricação artesanal e cerca de 400 munições.

R$ 350 MIL APREENDIDOS

Além disso, durante o cumprimento de um dos mandados de busca e apreensão, foram recolhidos cerca de R$ 280 mil em dinheiro e R$ 70 mil em cheques, totalizando R$ 350 mil em valores possivelmente ligados ao tráfico de drogas realizado em São Mateus. Em outra diligência, foi preso um alvo que fabricava armas de fogo caseiras e vendia para vários grupos criminosos do Estado.

“Esse resultado se traduz em todo o esforço dos nossos policiais militares e civis que continuam nas ruas em busca desses criminosos que aterrorizam as comunidades, especialmente as mais carentes, com a imposição do tráfico de drogas e o cometimento de homicídios. As polícias unidas estão dando respostas firmes à criminalidade. Juntos somos mais fortes”, opinou o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, coronel Alexandre Ramalho.

Para o comandante-geral da PMES, coronel Douglas Caus, os indicadores criminais estão caindo, bem como homicidas e criminosos fortemente ligados ao tráfico de drogas e armas estão sendo detidos, o que reflete a dedicação dos policiais e todo o empenho das equipes nesta operação, com excelentes resultados apresentados.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | COM INFORMAÇÕES E FOTOS DA ASCOM PMES

COMENTE ESTA NOTÍCIA!