PSD confirma candidatura de Guerino a governador, mas vice ainda será definido

115

O PSD confirmou Guerino Zanon como candidato ao governo do Espírito Santo. O nome do vice e o apoio ao Senado vão ficar para os próximos dias. A convenção partidária que oficializou o nome de Guerino foi realizada neste domingo (31/07), em conjunto com os partidos PMB e DC.

Representantes de outros partidos políticos, inclusive de legendas que apoiam outros candidatos e até com candidatura própria ao governo, estiveram presentes no evento. O deputado federal Evair de Melo (PP), Devanir Ferreira (Republicanos ), Lelo Coimbra (MDB) e Carlos Salvador (PL) declararam apoio ao ex-prefeito de Linhares.

Guerino discursou para o público presente no Centro de Convenções de Vitória por cerca de 30 minutos. Ele fez duras críticas à gestão do governador Renato Casagrande, candidato à reeleição.

“Não podemos aceitar um governador que diz que tem dinheiro em caixa e deixa a população passando fome. Temos R$ 12 bilhões de caixa que são usados para financiar apadrinhados políticos, ricos e banqueiros”, afirmou.

O candidato do PSD também subiu o tom ao falar da saúde do Estado. “Vamos primeiro dar de comer a quem tem fome e depois interiorizar a saúde. Não é possível que uma pessoa tenha que sair do interior do Estado para fazer um exame de vista em Vitória”, salientou.

COSTURA DE APOIOS

Guerino destacou que, por enquanto, tem o apoio dos partidos PMB e DC, mas está conversando com outras legendas, como o Republicanos, que desistiu da candidatura do deputado estadual Erick Musso ao governo.

Erick é candidato ao Senado. “Meu diálogo com o Republicanos é de longa data. Tenho absoluta certeza que as portas do Republicanos estão abertas pra gente entrar e conversar. Se for possível um acordo durante a semana isso será divulgado”, ressaltou.

O ex-prefeito de Linhares, que já declarou voto ao presidente Jair Bolsonaro, também fez críticas ao Partido dos Trabalhadores e ao PSB, partido de Casagrande. “Acabou o ciclo dessa esquerda vergonhosa no Brasil e no Espírito Santo. Nossa bandeira nunca será vermelha”, afirmou.

BOLSONARO

Questionado se teria apoio de Bolsonaro, já que Carlos Manato (PL) também é candidato ao governo do Estado, ele frisou que isso não compromete a campanha .

“O presidente está no PL, mas o presidente em nenhum momento levantou a mão de algum candidato aqui do Estado. Ele está respeitando todas as forças que contribuem para a reeleição dele. Fui eleitor de Bolsonaro em 2018 e mesmo se eu não tiver o apoio institucional político dele, minha linha não mudará. Acredito no projeto que estamos defendendo, que é derrotar a esquerda no Brasil e no Espírito Santo”, disse.

O PSD também lançou neste domingo (31) o nome de 31 candidatos para deputado estadual e 11 para deputado federal.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | COM INFORMAÇÕES DO PORTAL FOLHA VITÓRIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!