TOM POLÍTICO – Paulo Fundão e Kacinho se calam a ataques do gabinete do ódio à maioria dos Vereadores; por que será?

288

POR EQUIPE CZ-318

Um fato vem chamando a atenção dos observadores mais atentos da Política de São Mateus: o presidente da Câmara Municipal, Paulo Fundão, e o vice-presidente Kacio Mendes, o Kacinho, assistem calados ao bombardeio do gabinete do ódio, com fake news e montagens de desinformação, a Vereadores e à própria Câmara como instituição! Principal orador do Legislativo, Fundão vem se omitindo, com requintes de covardia, aos ataques sofridos por Carlinho Simião, Laílson da Aroeira, Adeci de Sena, Delermano Suim, Gilton Gomes, o Pia, Isael Aguilar e Robertinho de Assis. Outro que está com a boca lacrada em relação às maldades da milícia digital que atua em favor do prefeito afastado Daniel Santana é o vice-presidente Kacinho, que também tem a função de corregedor da Câmara de São Mateus.

-Nos bastidores políticos, uma liderança partidária conhecida afirmou que Paulo Fundão está agindo como sempre agiu: “defendendo seus próprios interesses”. E foi além: “Vocês estão conhecendo esse ‘Dr. Paulo’ agora; eu já conheço há muito tempo!”.

-De fato, Paulo Fundão já mostra seu apoio ao gabinete do ódio há muito tempo. Em 2 de março, estendeu tapete para receber na Câmara o chefe da milícia virtual para falar em nome do Executivo Municipal, depois de participação do jornalista André Oliveira na sessão anterior (23 de fevereiro), que abordou o tema O Papel Social do Jornalismo Profissional e as Fake News Institucionalizadas: Um Exercício de Cidadania.

-Vale destacar que, naquela ocasião, além de Paulo Fundão, Kacio Mendes, Cristiano Balanga, Ciety Cerqueira, Pia e Isael declararam apoio às práticas do gabinete do ódio que atuava em parceria com Secretaria Municipal de Comunicação.

FAKE NEWS E DESINFORMAÇÃO

Com a nova realidade em São Mateus, Pia e Isael passaram a ser atacados por terem votado a favor da abertura do processo de impeachment de Daniel, assim como Simião, Laílson, Delermano, Adeci e Robertinho. Aliás, Simião (presidente) e Pia (relator) compõem a Comissão Processante que atua no processo.

-Os criminosos do gabinete do ódio estão tendo a petulância de requerer a cassação dos mandatos de Adeci de Sena e Delermano Suim, que integra a Mesa Diretora como 2º secretário. E Fundão e Kacinho não falam nada?!

POUPADOS PELOS CRIMINOSOS

A milícia virtual tem poupado Balanga e Kacinho, que seguem subservientes a Daniel e à turma do mal; e está tendo uma tolerância a Ciety, que também foi a favor das investigações contra o prefeito afastado, e Paulo Fundão, que tem se mostrado descontente com o prefeito em exercício Ailton Caffeu, com direito a indiretas na tribuna.

-Um fato grave que une Paulo Fundão e o gabinete do ódio é que o presidente da Câmara confessou diante de outros sete vereadores e mais três testemunhas que foi ele quem entregou documentos restritos dos setores financeiro e administrativo da Câmara Municipal a Diltão de Daniel para serem usados na prática de crimes eletrônicos contra a empresa Visão Atalaia Editora, Comunicação e Marketing, publicadora do portal de notícias CENSURA ZERO.

-A ocorrência foi registrada na Polícia Civil em dois boletins unificados da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) e comunicada ao Ministério Público do Espírito Santo (MPES), que já tem investigação sobre fake news institucionalizadas em andamento.

PERGUNTAR NÃO OFENDE

Primeira pergunta que não quer calar: ‘Até quando Paulo Fundão consentirá passivamente a prática de crimes do gabinete do ódio contra os colegas Vereadores e à Câmara Municipal?’

Segunda pergunta que não quer calar: ‘Por que os Vereadores atacados ainda não acionaram a Procuradoria do Legislativo para ingressar com uma ação coletiva na Justiça contra o gabinete do ódio?’

ESTÁ ESCRITO!

“Tudo o que peço aos políticos é que se contentem em mudar o mundo sem começar por mudar a verdade” (Jean Paulhan).

CONTATO

O contato com a coluna TOM POLÍTICO e a EQUIPE CZ-318 pode ser feito pelo e-mail censurazeroes@gmail.com ou pelo WhatsApp (27) 99914-9706.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!