Casal que abandonou filha adotiva afirma que criança era ‘anã homicida’

1198
REPRODUÇÃO - Pais adotivos afirmam que Nathalia Grace é, na verdade, uma mulher de 22 anos.

Kristine e Michael Barnett, pais adotivos da ucraniana Natalia Grace, estão sendo acusados de negligência grave e abandono após fugirem dos Estados Unidos rumo ao Canadá e não levarem a filha. Segundo o casal, a criança é uma “anã psicopata de 18 anos” que os ameaçou repetidamente e tentou matá-los.

Ao jornal britânico Daily Mail, Kristine contou que a filha adotiva tentou envenená-la e já a empurrou contra um vedação elétrica.

“Ela dizia que ia nos matar, embrulhar numa manta e nos enterrar no jardim”, contou a mãe adotiva, ressaltando que às vezes Grace aparecia junto da cama deles durante a noite para os ameaçar de morte.

Ela também teria pintado de sangue os espelhos da casa da família, no estado norte-americano do Indiana.

Segundo o ‘The Washington Post’, Michael, que é separado de Kristine, teria dito à polícia que em 2013, antes da fuga, o casal mudou a idade da filha nos documentos de 11 anos para 22 anos. Na época, Kristine aconselhou a criança a dizer que essa era a sua idade de verdade. O caso está sob investigação.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FONTE: MEIA-HORA DA NOTÍCIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!