Vítima de sequestro, dançarina de São Gabriel da Palha diz que foi confundida com traficante

590

A dançarina Géssica Silva Pereira, de 24 anos, que foi vítima de um sequestro-relâmpago na manhã da última terça-feira (10/09) em São Gabriel da Palha, disse que foi sequestrada por engano. A declaração foi dada a um programa de rádio, depois de ser libertada.

Ela foi rendida por um homem armado próximo a uma padaria e obrigada a entrar em um veículo com vidros escuros. Ficou em poder dos sequestradores por mais de 12 horas e foi solta à noite no município de Serra, na Grande Vitória.

O caso foi divulgado pelo Portal Momento e ganhou repercussão na imprensa estadual e nas redes sociais, chegando ao conhecimento da equipe da Delegacia Anti-Sequestro da Polícia Civil, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar, que iniciaram as buscas.

Na entrevista, Géssica Silva deu detalhes sobre o caso e disse que, após ser levada, notou que não era ela o ‘alvo’ dos sequestradores. A dançarina prestou depoimento na Delegacia da Polícia Civil de São Gabriel da Palha e declarou que não reconheceu nenhum dos sequestradores.

LIGOU PARA A MÃE APÓS SER SOLTA

“Me soltaram a noite e, então, peguei um ônibus e vim até Colatina. Entrei em contato com minha mãe e falei que eles tinham me liberado. Eu quis falar sobre o assunto pelo fato que colocaram, dizendo que eu tenho envolvimento com tráfico e seria ‘queima de arquivo’. Nem eu sabia o motivo porque fui levada; eu não estou envolvido com qualquer tipo de coisa errada”, afirmou Géssica.

A dançarina disse que a oração a ajudou nos momentos difíceis: “Eu pedi muito a Deus para tocar no coração deles e me liberarem de alguma forma”.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | COM INFORMAÇÕES DO PORTAL MOMENTO

COMENTE ESTA NOTÍCIA!