Dia do Jornalista (7/04) – CENSURA ZERO e o papel social do Jornalismo Profissional em São Mateus e no ES

280

Muitos profissionais dirão –e com certa razão– que não há o que comemorar neste 7 de abril, Dia do Jornalista. Não é um momento econômico nada favorável para as empresas jornalísticas, os veículos de comunicação profissionais precisam travar uma luta diária para garantir seu espaço frente ao pseudojornalismo crescente nas redes sociais e ainda há os insultos diários do Presidente Bolsonaro, que não faz o menor esforço para distinguir a linha editorial e operacional de empresas, veículos e jornalistas nos frequentes ataques à classe.

Pois é com nessas circunstâncias tão adversas, num contexto tão controverso, que o CENSURA ZERO celebra, com entusiasmo, o Dia do Jornalista a quatro dias de completar seu primeiro ano de existência como Veículo de Comunicação Online devidamente constituído. Chegou para retomar o legítimo espaço preenchido pelo pseudojornalismo na internet e nas redes sociais, especialmente em São Mateus e no norte capixaba. Uma missão semelhante à ocupação da Terra Prometida pelo Povo de Israel.

Bravamente, o CENSURA ZERO assume uma empreitada diária pela valorização do Jornalismo Profissional e para assegurar o direito do(a) cidadão(ã)/internauta ter acesso à informação correta e segura ao usar seu celular, PC ou tablet. Pagamos um alto preço por isso, porque promovemos a mudança de olho no horizonte frente a interesses diversos que se opõem à ideia de serem notados apenas pelo retrovisor. Mas há a certeza de que se perderão no caminho; reconhecerão que o futuro nos espera!

A identificação e as denúncias de um sistema criminoso de comunicação social na Prefeitura de São Mateus é, até aqui, o ponto alto do combate empreendido pelo CENSURA ZERO à desinformação e à produção/distribuição de fake news, que têm à frente malfeitores da internet e das redes sociais. A cada dia, surge um grito mais alto à Polícia, ao Ministério Público e ao Judiciário, que já ecoa entre as pessoas de bem e as instituições com responsabilidade social em São Mateus.

Diante da constatação diária do uso irresponsável da liberdade de expressão na internet e nas redes sociais de uma estrutura oficial de Comunicação Social, cresce a responsabilidade do papel social do Jornalismo Profissional, que somente pode ser exercido com independência, ética, seriedade e coragem.

Por mais vantajosos que sejam os contratos de prestação de serviços de uma empresa jornalística, não há dúvida entre os Diretores do CENSURA ZERO de que a nossa meta são os estimulantes resultados e o valioso legado do trabalho honesto, outorgado pela justiça de Deus e direcionado à paz social!

Viva o Dia do Jornalista!

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!