Flordelis participa de reconstituição da morte de Anderson e diz ter esquecido o que aconteceu na noite do crime

563

A Polícia Civil realizou na madrugada deste domingo (22/09) a reconstituição da morte do pastor Anderson do Carmo. Quatorze pessoas participaram da reprodução simulada, incluindo a deputada federal Floderlis, mulher de Anderson.

A reprodução simulada levou cerca de seis horas. De acordo com a delegada Barbara Lomba, Flordelis manteve a versão dos depoimentos dados à policia anteriormente, mas em alguns momentos disse não se lembrar do que havia acontecido no dia do assassinato.

Anderson do Carmo foi morto no dia 16 de julho quando chegava em casa, em Niterói, Região Metropolitana do Rio. Lucas dos Santos, filho adotivo do pastor, está preso acusado de conseguir a arma do crime. Ele desistiu de participar da reprodução simulada quando já estava no local.

FILHO SE RECUSA A PARTICIPAR

Flávio dos Santos, filho biológico de Flordelis que está preso por ser o autor dos disparos, foi levado por policiais ao local durante a madrugada, mas ele também se recusou a fazer parte da reconstituição.

Com a reprodução simulada polícia vai tentar esclarecer contradições de depoimentos e saber se havia uma segunda pessoa ao lado de Flávio na hora dos tiros. A polícia quer descobrir ainda o mandante do crime e por qual motivo o pastor foi assassinado. A principal linha de investigação é a disputa por poder e dinheiro.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FONTE: RÁDIO TUPI

COMENTE ESTA NOTÍCIA!