Nas redes sociais, Gisele expressa saudades do marido Paulinho da Boroto: ‘Estou tentando aprender a viver sem você!’

963
FOTOS JOANYA PAIXÃO/FACEBOOK

Gisele Barbosa de Azevedo, a viúva de Paulo Sérgio Risso, o Paulinho da Boroto, publicou neste domingo (15/09) uma mensagem emocionante em seu perfil no Facebook, expressando sua saudade do amado, falecido exatamente há um mês, em 15 de agosto. Gisele compartilhou a homenagem póstuma, acompanhada de fotos da família, no perfil de Paulinho, que continua ativo na rede social.

“Minha vida, um mês que você se foi e parece que foi ontem… Desde que você se foi, tem sido um dia de cada vez. Eu estou tentando aprender viver sem você! Tá difícil, muito difícil! Era eu por você e você por mim, mas acabou. Estou descobrindo que minha melhor companhia sou eu mesma, independente de eu sentir falta de sua presença ou de você. Mas se viver assim, dentro da tristeza, é como posso ter você, estarei sempre triste, para que a tristeza, minha companheira, me traga sempre você!”, escreveu Gisele.

CUIDADO COM OS FILHOS E LUTA CONTRA A TRISTEZA

Ela teve com Paulinho os filhos gêmeos João Paulo e Maria Barbosa Risso, que têm 3 anos. Gisele lembrou dos filhos na mensagem dedicada ao esposo falecido, destacando que ele não gostaria de vê-la triste.

“Sei também que não posso ficar assim. A última coisa que você queria era me ver triste 😞💔. Mesmo porque você deixou duas bênçãos pra eu cuidar, precisam de mim. Mas por enquanto é assim que está sendo. Sei que essa dor, essa tristeza, um dia vai passar e tudo vai se transformar em saudades e lembranças. Os dias passam depressa, um mês, e vida que segue. Não é assim? Infelizmente, tem que ser assim. Mas saiba que você viverá em meu ❤ pra sempre, minha vida!”, diz o post.

Gisele conclui a mensagem com muita ternura: “Te amo sempre e pra sempre! Eu amo você muito, do tamanho do universo (nossa frase diária). A dor no peito, de tanta saudade, parece longe de passar; dor que sufoca!”.

VIDA DEDICADA À FAMÍLIA E AO TRABALHO

Paulo Sérgio Risso era natural de São Mateus-ES, filho de Izauro Risso e Maria Quartezany. Aos 4 anos de idade, ficou órfão de mãe e, ainda criança, começou a trabalhar na roça com os irmãos e o pai. Aos 14 anos saiu da propriedade rural da família, no Km 41, e mudou-se definitivamente para São Mateus, onde morou com várias famílias.

Ele trabalhava em troca de comida e moradia, tendo em sua trajetória atuado no trabalho informal como faxineiro, babá, engraxate, office-boy, garçom e outras funções. Aos 16 anos, ingressou na loja Boroto Calçados,  trabalhando no depósito da loja; depois foi promovido a vendedor.

Buscando um progresso na carreira, Paulinho saiu da empresa e virou gerente do Lojão do Queima, e trabalhou ainda em uma distribuidora de bebidas. Alguns anos mais tarde, voltou para a Boroto Calçados, onde atuou 33 anos como gerente. Ele trabalhou fazendo o que gostava até 10 de agosto de 2019, quando foi a Vitória para dar continuidade ao tratamento de um câncer. Cinco dias depois, faleceu.

HOMENAGEM DA CÂMARA DE VEREADORES

A Câmara de São Mateus prestou homenagem póstuma a Paulo Sérgio Risso, por meio de uma moção de pesar aos familiares. A proposição de iniciativa do vereador Carlos Alberto Gomes foi aprovada em 27 de agosto.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | REPORTAGEM: ANDRÉ OLIVEIRA


COMENTE ESTA NOTÍCIA!