VISÃO ATALAIA – O Fruto do Espírito

791

Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio (Gálatas 5.22).

Parece falha no texto. Paulo relaciona nove virtudes, mas um só fruto. Fruto, no singular, significa o coração. Não o coração adâmico, de pedra e rebelde, mas o novo coração de carne, transplantado pelo Espírito Santo.

Este verso poderia ser lido assim: Mas o coração do Espírito é: amor, alegria… Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Ezequiel 36.26

Obrigatoriamente, os nascidos do Espírito têm novo coração e novo espírito. Novo espírito significa nova mente, a mente Divina. I Coríntios 2.16

Por isso, o novo coração reúne nove virtudes que identificam o caráter de Deus.

Como virtude do novo coração, o tipo de amor em questão não tem nada a ver com o sentimento possessivo, egoísta e carnal tão amado, idolatrado e cultivado neste mundo. Muito pelo contrário!

O amor, bem como as demais virtudes do novo coração, é como o do Eterno. Ele amou ao mundo de tal maneira, que deu Seu Único Filho para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3.16. Esse tipo de amor bate de frente com o amor amado deste mundo. Sem a transformação realizada pelo novo nascimento, é impossível compreender isso.

O amor de Deus foi e tem sido sacrificial. Nada a ver com sentimento.
Quem ama com o coração do Espírito de Deus sacrifica pela amada e vice-versa. Porque assim como a fé, o amor exige sacrifícios.

Quem ama não quer casar para ser feliz, mas quer fazer o amado feliz.
Quem ama ao Senhor Jesus Cristo quer Lhe agradar com uma conduta sacrificial.

*Autoria: Bispo Edir Macedo. Publicado originalmente no Blog do Bispo Macedo (bispomacedo.com.br)

COMENTE ESTA NOTÍCIA!