A origem dos presentes de Natal

321

Falta emprego para 12,8 milhões de pessoas no Brasil, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mais de quatro milhões de brasileiros desistiram de procurar emprego. Mesmo assim, quase todas essas pessoas sentem a obrigação de dar presentes de Natal, mesmo que seja “apenas uma lembrancinha”.

Mas será que apenas desejar bons votos ao outro já não é lembrar o suficiente? De acordo com as propagandas comerciais, não.

Conforme propagam as grandes empresas, no Natal, as pessoas devem gastar dinheiro – de preferência todo o 13º e parte dos próximos salários – para dar um presente material aos amigos e familiares.

Aliás, o mercado conta com esse costume. Mesmo com a crise financeira que assola o país, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) espera que, em 2019, os brasileiros gastem R$ 35,9 bilhões no Natal. Aumento de 4,8% em relação a 2018.

Mas, se falta dinheiro para os brasileiros, por que gastam tanto no Natal?

Christmas presents piled underneath a christmas tree.

Alegria de poucos, tristeza de muitos

A pressão parte de todos os lados: revistas, televisão, outdoors espalhados pelas ruas, rádios e internet. Desde novembro, a todo instante alguma propaganda de presente de Natal está martelando em sua cabeça.

Em busca do lucro, o comércio fez com que o Natal se tornasse a data em que todos devem dar presentes. E essa tática deu certo, pois, para muitos, basta faltar um presente para que se sintam tristes e desprezados.

Essa pressão para dar e receber presentes é tão grande quanto a pressão para realizar grandiosas ceias com familiares que nem sequer gostam um do outro. As expectativas para o Natal se tornam tão altas que muitas pessoas chegam a entrar em depressão nessa época do ano.

Enquanto alguns poucos estão lucrando com essa festa inventada, outros sentem-se tristes a ponto de se matarem. Nessa época, os suicídios aumentam 15% de acordo com o Centro de Valorização da Vida (CVV).

E tudo por uma tradição que nem cristã é.

O verdadeiro significado do Natal

Quem se dedica tanto a fazer grandes gestos no Natal ignora que o verdadeiro significado da data é pagão.

Os primeiros presentes de Natal foram oferecidos por adoradoras do deus Tamuz, ou o deus sol, conforme explica esse artigo publicado no blog do Bispo Edir Macedo: “Semíramis, Obelisco e a farsa do Natal”.

Isso acontecia há milhares de anos e, ainda hoje, tem forte influência sobre a cultura ocidental.

Em seu blog, Bispo Renato Cardoso explicou que, no meio de todo clima atraente e festivo do final de ano, há algo que quase ninguém repara sobre a tradição natalina!

Saiba o que é assistindo ao vídeo de 1 minuto:

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | FONTE: UNIVERSAL.ORG

COMENTE ESTA NOTÍCIA!