Gestão Daniel acumulou dívida de R$ 1,1 milhão na saúde, mesmo com recursos garantidos em Orçamento; Secretário enrola e alega ‘princípio da matemática’

-

A gestão do prefeito Daniel Santana (PSDB) acumulou dívida no montante de R$ 1,1 milhão com o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte do Espírito Santo (CimNorte-ES), mesmo com os recursos específicos para o contrato garantidos no Orçamento Município, de 2017 a 2020.

O fato foi evidenciado pelo vereador Jozail do Bombeiro, que confrontou o secretário municipal de Saúde, Henrique Luís Follador, durante reunião das comissões permanentes da Câmara de São Mateus, nessa terça-feira (16/06).

O secretário tentou justificar o calote que levou ao impedimento de os moradores de São Mateus utilizarem os serviços especializados de consultas e exames ofertados pela Rede Cuidar Norte, em Nova Venécia. “É princípio da matemática”, afirmou ele, referindo-se ao remanejamento dos recursos para outras áreas da administração.

Follador se enrolou muito na explicação aos vereadores. Na tentativa de justificar a inadimplência, chegou a contestar a viabilidade de manutenção do CimNorte sem a participação de São Mateus.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA | PRODUÇÃO: ANDRÉ OLIVEIRA | IMAGENS: FACEBOOK CMSM | EDIÇÃO: EDUARDO FERREIRA

spot_imgspot_img
spot_img

OUTROS DESTAQUES:

Open chat
Olá, seja bem-vindo(a) ao portal CENSURA ZERO!
-Faça seu cadastro para receber Boletins Informativos em Transmissão pelo WhatsApp e autorizar o envio de notícias!
-É simples, rápido e seguro, nos termos da nossa Política de Privacidade, disponível no site.
-Deixe seu NOME COMPLETO e a CIDADE onde mora!
Obrigado e volte sempre!