QUASE R$ 100 MIL – Covidão na Câmara de São Mateus com explosão da verba indenizatória em plena quarentena; veja os detalhes

993

No período em que a população teve que ficar em casa e o comércio fechou por conta da quarentena decretada no Espírito Santo no enfrentamento à covid-19, os vereadores de São Mateus ampliaram os gastos com verba indenizatória, elevando o valor trimestral de dinheiro extra recebido para quase R$ 100 mil. Em março, com a vigência do fecha-tudo entre os dias 18 e 31, o volume pago aos parlamentares chegou a R$ 33.235,90. Os dados foram apurados pelo CENSURA ZERO no Portal da Transparência.

Por conta do acompanhamento das restrições impostas pelo Governo do Estado e pela Prefeitura de São Mateus, com redução das atividades administrativas e até suspensão de sessões ordinárias, não há exagero algum em afirmar que os vereadores promovem um ‘covidão’ na Câmara de São Mateus, sob a presidência de Paulo Fundão (PP).

E o mecanismo utilizado para isso é a verba indenizatória, que é o ressarcimento ao vereador de despesas com locação de veículos, combustível, contratação de consultoria ou assessoria de publicidade e marketing, entre outros serviços. Na prática, os valores acabam engordando os subsídios dos parlamentares.

R$ 346.109,98 PAGOS AOS VEREADORES EM 3 MESES

Cada vereador de São Mateus recebe subsídio mensal no valor de R$ 7.700,00. De janeiro a março, cada parlamentar teve direito a R$ 23.100,00, o que totaliza R$ 254.100,00 pagos no trimestre aos 11 representantes do povo.

No mesmo período, os vereadores receberam juntos R$ 92.009,98 de verba indenizatória. Em janeiro, primeiro mês dos trabalhos legislativos, a verba extra foi de R$ 26.254,00; em fevereiro, os gastos ressarcidos subiram para R$ 30.219,84; e em março, com a sede da Câmara fechada e com sessões ordinárias suspensas, houve uma explosão nos gastos: R$ 33.235,90.

O CENSURA ZERO preparou uma tabela simplificada com os valores mensais de verba indenizatória pagos a cada vereador: Confira:

Veja o que cada um dos 11 parlamentares recebeu de verba indenizatória em março, o mês de vigência da quarentena por conta da covid-19. Os dados são do Portal da Transparência:

VEJA TAMBÉM:

EDITORIAL – 100 dias do pacto da vingança: prejuízo de quase R$ 11 milhões para o Povo Mateense; mas houve outras coisas graves

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!