POR LUCINETE OLIVEIRA*

Um dia a feiura vencerá a beleza! Isso quer dizer que a beleza também envelheceu; o dinheiro se vai, sem olhar para trás; a piada mais engraçada do mundo, um dia perderá a graça.

Aprendi que tudo passa, que apenas a essência humana permanece. Então, espalhe a sua essência e impressione o mundo, contagie as pessoas com seu bom humor e evidencie seu caráter. Afinal, quem escreve a sua história é você; enquanto a vida, se encarrega de contá-la.

Aprendi que a vida é como uma dança de cadeiras; hoje estamos sentados, amanhã de pé e depois poderemos estar caídos.

Aprendi que se espalharmos coisas boas, a vida se encarrega de trazer outras melhores do que as que foram espalhadas, impulsionando o nosso prosseguir.

Aprendi que os nossos maiores tesouros e que verdadeiramente possuímos, são os sentimentos que trazemos dentro de nós e que nunca nos esqueçamos que um desses tesouros é a nossa busca diária, grande riqueza humana que se chama inconclusão.

*Lucinete Oliveira é Professora. Graduada em Ciências Contábeis e Pós-Graduada em Gestão e Educação Ambiental, Educação Especial e Inclusiva e Políticas de Inclusão. Atualmente, cursa Licenciatura em Educação do Campo na Ufes.

COMENTE ESTA NOTÍCIA!