MALFEITOR SEM LIMITES: Usando imagem da Padroeira no perfil, blogueiro ligado a Daniel espalha fake news sobre Igreja Universal

438

O blogueiro que assessora o prefeito de São Mateus com sua rede de páginas de Facebook e posts em grupos de WhatsApp parece mesmo que não vê limites para a prática de crimes virtuais, valendo-se da ligação com Daniel Santana, o Daniel da Açaí. Depois do que fez recentemente com cidadãos de bem, empresários e autoridades, neste sábado (19/10), ele voltou a aprontar.

Usando no perfil uma foto da imagem da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, Dilton Oliveira Pinha, vulgo Diltão de Daniel, postou na página Norte Capixaba – Boca no Trombone, compartilhou na internet e em grupos de WhatsApp uma notícia falsa (fake news) sobre a Igreja Universal do Reino de Deus.

“Igreja Universal do Edir Macedo no Brás em SP instalou 36 barras de alumínio para impedir morador de rua de dormir nas dependências, mas esqueceu que ele é brasileiro, e os brasileiros só não dominam o mundo pq não querem”, postou o assessor do prefeito Daniel na internet e nas redes sociais, com duas fotos catadas da internet.

A postagem foi uma represália ao jornalista André Oliveira, Diretor de Redação e Conteúdo do CENSURA ZERO, que publicou reportagem-denúncia nesta sexta-feira (18/10) sobre a existência de um perfil criminoso de Facebook, com informações falsas, usado para divulgar material positivo do prefeito de São Mateus Daniel Santana e de seu blogueiro assessor conhecido por achincalhar cidadãos de bem, profissionais liberais, empresários e autoridades, com a criação e compartilhamento de fake news.

André Oliveira é membro da Igreja Universal e posta frequentemente mensagens do Bispo Macedo em sua coluna Visão Atalaia, no CENSURA ZERO. Há um processo movido pelo jornalista contra Diltão por calúnia, difamação, injúria, racismo e discriminação/intolerância religiosa. A nova comprovação de discriminação/intolerância religiosa ficou evidente quando a Reportagem procurou saber de Diltão de Daniel os motivos da postagem da notícia falsa, a partir do número de WhatsApp utilizado (27 99750-5293).

Foram feitas a ele as seguintes perguntas a ele: ‘Sr. Dilton Pinha, o senhor poderia explicar por qual motivo fez esse post?’ e ‘O senhor confirma que postou o texto acima acompanhado destas fotos?”. A resposta de Dilton Pinha foi: “Procura no Facebook que vc vai achar quem postou André Fake News”. E prosseguiu de forma irônica e maliciosa: “Digita o nome da sua igreja no Google que vai aparecer muita coisa”.

UNIVERSAL JÁ REBATEU FAKE NEWS

Ao buscar contato com o Departamento de Comunicação Social e de Relações Institucionais da Universal (Unicom), o CENSURA ZERO constatou que a fake news já foi devidamente rechaçada pela Igreja, com esclarecimento ao público.

Conforme a Unicom, as duas imagens da entrada de um estabelecimento onde, segundo postou Dilton Oliveira Pinha, a Igreja Universal do Reino de Deus teria instalado “postes de metal para impedir um mendigo de permanecer lá” foram desmascaradas em nota datada de 2 de agosto de 2019.

Confira a íntegra da Nota de Esclarecimento da Igreja Universal do Reino de Deus:

“A postagem é tão absurdamente falsa, que basta olhar o logotipo presente na porta da tal edificação, para perceber que não se trata de um templo da Universal. Segundo comentários publicados na própria postagem irresponsável, na verdade, trata-se da entrada de um banco na França.

O que autor dessa fake news (notícia falsa, em inglês) pretende esconder, é que a Universal não afasta os mendigos e o restante da população em situação de rua, mas os auxilia como ninguém em nosso país.

Os voluntários do programa social Anjos da Madrugada, por exemplo, levam alimento, roupas e cobertores para pessoas em situação de rua, além de serviços de saúde, cidadania e assistência social e jurídica.

Apenas em 2018, os 25.296 voluntários do grupo mantido pela Universal ajudaram 1.114.684 homens e mulheres em situação de rua.

A Universal relembra que, de acordo com as leis brasileiras, tanto quem inventa, quanto quem espalha fake news está sujeito a punições na Justiça”.

UNIcom – Departamento de Comunicação Social e de Relações Institucionais da Universal

DILTÃO TENTOU CRIAR UMA PICUINHA RELIGIOSA

No caso do blogueiro assessor do prefeito Daniel Santana, a situação é ainda mais agravante já que ele, de forma covarde e maliciosa, usa no perfil da conta no WhatsApp uma referência à fé católica, a imagem da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. E foi com esse perfil (número 27 99750-5293), como atestam as reproduções anexas à reportagem, que Dilton Oliveira Pinha fez as postagens em grupos de WhatsApp sobre a Universal.

De forma maldosa, o blogueiro tentou criar uma picuinha religiosa. O mesmo texto e fotos foram postadas na página Norte Capixaba – Boca no Trombone, que tem 180.7189 seguidores e é identificada com o mesmo número de telefone celular do blogueiro malfeitor (27 99750-5293).

Até as 22h06 deste sábado (19/10), o post havia sido compartilhado 58 vezes e recebido 44 comentários, a grande maioria negativos contra a Igreja Universal, por influência do post criminoso feito por Diltão de Daniel.

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!