Gestão Daniel se cala sobre obras no Porto Histórico e não explica ‘recursos assegurados’ no Contrato nº 131/2018

126

O prefeito Daniel Santana ainda não se pronunciou sobre as providências que estão sendo tomadas com relação à retomada das obras do Bairro Porto, motivo de uma manifestação dos moradores na semana passada, por conta das condições precárias na Ladeira São Gonçalo, principal acesso às residências e ao Sítio Histórico Porto de São Mateus, o destaque do turismo histórico e cultural no Município.

O episódio vem se constituindo em verdadeiro CRIME SOCIOCULTURAL devido à situação lastimável deixada pelo Porto Histórico devido ao abandono das obras pela empresa. As pedras do calçamento foram removidas, o lameiro toma conta do local, o Largo do Chafariz está repleto de amontoados de terra e pedras, e casarões (abandonados pelo Poder Público) servem de pontos de uso de drogas e depósito de fezes humanas.

A situação vem sendo denunciada pelo CENSURA ZERO em uma série de reportagens. Na mais recente, apresentou dados do Contrato nº 131/2018, assinado entre a Prefeitura de São Mateus, por meio da Secretaria Municipal de Obras, Infraestrutura e Transportes, e a empresa Digital Construtora Eireli, atestando que o prefeito Daniel Santana ordenou as obras do Bairro Porto com recursos em caixa para pagamento dos serviços. O valor total estimado era de R$ 751.085,39.

A Cláusula Terceira deixa claro claro no item 3.3: “Os recursos financeiros necessários aos pagamentos decorrentes do contrato estão devidamente equacionados e assegurados especificamente no orçamento do exercício corrente [2018] para cobrir os serviços no prazo contratual”.

A Cláusula Terceira deixa claro claro no item 3.3: “Os recursos financeiros necessários aos pagamentos decorrentes do contrato estão devidamente equacionados e assegurados especificamente no orçamento do exercício corrente [2018] para cobrir os serviços no prazo contratual”.

CONTRATO Nº 131/2018

A reportagem do CENSURA ZERO, a partir do Contrato nº 131/2018, rechaça a explicação oficial da gestão do prefeito Daniel Santana de que o Governo Federal não estaria repassando à Prefeitura de São Mateus os recursos para pagamento à empreiteira. À imprensa, o secretário Valter Pigati chegou justificar que esse seria o motivo dos transtornos em face do atraso das obras em cerca de seis meses, até o momento, com o consequente abandono dos serviços, principalmente, na Ladeira São Gonçalo e no Sítio Histórico Porto de São Mateus.

Depois de diversos apelos insuficientes para sensibilizar o prefeito Daniel Santana para o problema, os moradores tomaram a decisão radical de interditar as ladeiras de acesso ao Porto Histórico na quarta-feira (13/11). Com a pressão da comunidade, a Secretaria de Obras providenciou um paliativo para tentar assegurar condições mínimas de circulação de pedestres e tráfego de veículos no principal acesso ao bairro. Mas a comunidade aguarda mesmo é a retomada das obras.

Veja, em detalhes, o que especifica o Contrato nº 131/2018, destacado em reportagem especial do CENSURA ZERO na sexta-feira (15/11).

O OUTRO LADO

Em flagrante falta de profissionalismo e respeito, a Secretaria Municipal de Comunicação não responde às demandas encaminhadas pelo CENSURA ZERO por e-mail, ou pessoalmente no Centro Administrativo da PMSM, no Bairro Carapina, e proibiu o prefeito Daniel Santana de dar entrevistas ao Veículo de Comunicação.

Mesmo assim, o CENSURA ZERO disponibiliza espaço para que a Prefeitura de São Mateus, por meio do prefeito Daniel Santana ou do secretário de Obras, Infraestrutura e Transportes, Valter Pigati, faça os devidos esclarecimentos à população sobre o assunto abordado na Reportagem.

VEJA TAMBÉM:

Moradores do Porto protestam por retomada das obras em ladeira e no Sítio Histórico; gestão Daniel faz paliativo sob pressão da comunidade

CRIME SOCIOCULTURAL – Antes da chuva, CENSURA ZERO mostrou, em detalhes, abandono da Ladeira São Gonçalo e do Porto Histórico; veja!

#FazDaniel: Prefeito ignora apelo e chuvas viram tormento para moradores do acesso ao Porto Histórico de São Mateus

#FazDaniel: Novo ‘pedido de socorro’ sobre o descaso no Porto Histórico mostra sofrimento da periferia com ações inoperantes da Prefeitura de São Mateus; veja o vídeo!

CAOS NO PORTO HISTÓRICO: Secretário Pigati garante paliativo nesta segunda-feira (7/10) e reunião quarta (9) na Caixa para definir sobre obras

CENAS DO ABANDONO! Moradores vivem caos na gestão Daniel com obra inacabada no Porto Histórico: ‘Estamos nos sentindo insignicantes’

Morador posta vídeo de situação calamitosa no principal acesso ao Porto Histórico: ‘Má administração’

‘É muito descaso!’ Moradora pede providências à Prefeitura de São Mateus quanto a lameiro no acesso ao Porto Histórico

CENSURA ZERO – AQUI TEM CONTEÚDO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

COMENTE ESTA NOTÍCIA!